Tutankham MSX

Certos horrores não foram feitos para serem contemplados pela mente humana. Este jogo, por exemplo: Deve haver um motivo pelo qual ele nunca foi oferecido na plataforma MSX.
Esta versão é convertida do Coleco para MSX pelo Muffie, vejam bem.
Além do jogo, temos como extras o LOGO da Konami com scrollzinho no estilo dos jogos da companhia produzidos na mesma época (1982), ainda com o fundo preto. Temos uma tela com o título e um menu de opções de dificuldade também no mesmo estilo, e a nova música tema egípcia composta por algum magrão qualquer. Como se pode ver, não há alterações intrusivas que descaracterizam o jogo, como é comum no caso dos defacers que ficam convertendo jogos de Coleco para MSX.
Como se isso não bastasse, quando tu passa de fase, toca uma música reutilizada mais tarde pela Konami no King's Valley, então nas mentes doentes dos fãs bitolados isso não é apenas um reaproveitamento da Konami, mas sim o fato do King's Valley ser algum tipo de continuação de Tutankham. Tá bom.
Mas... e a música? Deixem tocando, liguem aí o MSX e deixem tocando a música enquanto eu explico a história desta obra prima.
Quatro homens que participaram dum projeto secreto financiado pela Legião Estrangeira nos anos 50, reunem-se em 1982 na mansão do Major Pirandello, pouco antes da meia-noite, para participar de um ritual macabro que inclui eles terem que unir quatro artefatos antigos, que cada um possuía guardado em seu cofre, a salvo de olhares curiosos, durante a leitura de Finnegans Wake, e que, se desempenhado corretamente, no horário estipulado pela conjunção cósmica das estrelas Aldebaran e Sófocles, abrirá uma passagem dimensional através do espaço-tempo direto para as mítica ruínas de Machu Pichu II, localizadas nos canais marcianos. Eis que algo sai terrivelmente errado, e ao termino do primeiro capítulo de Finnegans Wake, um demônio chamado BICão se materializa, levando consigo a coleção de playboys dos anos 70 (é, só cabeludas, tinha até a da Elba Ramalho) do Major Pirandello. Cabe a Archie, neto de um dos quatro exploradores originais, agora numa viagem de foguete, invadir as ruínas marcianas em busca das relíquias, para salvar a honra do major.

Que treva, heim? Vou te contar.

Vocês estão aí ainda?
E a musica? Não sei se é deprimente ou se é maravilhosa.
O mundo está mudando. Quando tu ouve pala décima vez seguida fica melhor ainda. Não consigo parar.
Pra deixar este review maior e mais épico ainda vou colar outra coisa:

[16:01] Muffie: * 100% new music, composed by SMSPower-composer Jacko
[16:01] Muffie: * A new title screen, inspired by the first Konami games which were showing all options available to the player. This new screen features original graphics (used in other parts of the game) and Konami's MSX font.
[16:01] Muffie: * Scrolling "konami" logo at the beginning
[16:01] Muffie: * No more alien non-retro additions added to the ROM like: scrolling Gillian and/or Muffie's copyright messages. To see these messages, boot the ROM pressing the [1]-key.

Score: 64.20